Casa Visto Creche e Faculdade na Alemanha – Imigração #18

Imigração AlemanhaVou passar uma atualização de como anda meu processo de visto, falarei sobre a casa e a mobília, falaremos sobre as dificuldades em achar uma creche e atualizaremos acerca do nosso processo de solicitação de residência.

Para finalizar falaremos sobre as dificuldades que a Sra VdD vem enfrentando na sua faculdade, quais os desafios e como ela tem buscado superar esses problemas. Chegamos no momento de pensar em desistir do processo da Alemanha e voltar para Portugal, entenda porque cogitamos isso e como mantivemos nosso plano da Alemanha ativo.

Quer ajuda sobre imigração para Portugal, consulte esse post.

Serie imigração

Estamos trazendo atualizações sobre nosso processo de imigração para Alemanha, conheça um pouco mais sobre como essa história começou aqui em Viver de Dividendos na Alemanha. Quando se toma a iniciativa de imigrar para algum país, precisa de um bom planejamento e determinação.

Tivemos que nos privar de algumas coisas por lá para chegar até aqui. Abaixo vamos colocar um breve resumo dos acontecimentos até o momento deste post.

Começamos a preparar a alguns anos e desde então temos caminhando para alcançar esse nosso objetivo. Tudo começou no Brasil em 2014 onde tivemos que estruturar todo nosso modo de vida por lá. Não só na vida pessoal como também na minha empresa que continuo tocando os negócios a partir daqui da Europa.

No inicio de 2016 aplicamos para o Canada que foi nossa primeira opção de imigração, tivemos nosso visto negado, simplesmente sem motivos óbvios já que tínhamos todos os requisitos.

Ficamos completamente arrasados por não conseguir o visto para o Canadá já que estávamos bem confiantes. Hoje vejo que foi a melhor coisa que me aconteceu, estou muito feliz aqui na Europa e não sei como não cogitei antes em vir para o velho mundo antes de pensar no Canada.

A partir daí começamos a procurar alternativas e encontramos várias aqui na Europa e algumas na Asia como Austrália e Nova Zelândia. Optamos pela Europa por diversos fatores, talvez um dia aborde isso aqui.

No meado de 2016 começamos o Stage 2 onde iriamos para Irlanda passar alguns meses aprimorando o inglês.

Chegamos no final de 2016 e desbloqueamos ao Stage 3 que é a fase na qual vamos começar o processo de visto para a Alemanha, ocorre que tivemos um problema no visto e não conseguimos aplicar da forma que estávamos programando.

Voltamos para o Brasil no inicio de 2017 retornando ao Stage 1 completamente arrasados novamente. Poderíamos ter pensado em desistir mais uma vez, mas persistimos colocamos a cabeça no lugar e traçamos novos planos.

Voltamos a estaca zero, em seguida resolvemos ativar o plano B que era Portugal, esse seria nosso novo Stage 1.

Já tinha uma empresa aberta em Portugal, mas optamos por outro visto mais simples, resolvemos aplicar para o visto de Portugal no qual começo a falar nesse vídeo.

Com a autorização para residência pré emitida no Brasil, viemos para Portugal no meado do ano de 2017, por lá passamos em Lisboa alguns dias para resolver alguns detalhes da empresa, depois fomos para Figueira da Foz cidade onde apliquei para residência.

A residência saiu em Julho de 2017 e a conclusão do Stage 1 então deixamos Portugal em background e começamos o processo de visto para Alemanha.

Inscrição feita na faculdade em Agosto de 2017 ainda quando estávamos em Portugal, aqui iniciava o Stage 2. Viemos para Alemanha assim que a faculdade autorizou a matricula, no mês seguinte em Setembro desembarcamos em Düsseldorf para morar em Duisburg.

Falamos aqui de como foi difícil conseguir achar um imóvel. Aqui falamos sobre os problemas que tivemos para montar alguns moveis da nossa casa.

10 thoughts on “Casa Visto Creche e Faculdade na Alemanha – Imigração #18

    • 7 December 2017 at 11:38
      Permalink

      ola SP

      num quero nem imaginar ela falando e eu nao entendendo absolutamente nada rsrsrs

      Reply
  • 6 December 2017 at 18:20
    Permalink

    Fala VD,

    Já te sigo há algum tempo e acompanho o seu plano desde o início, eu fiquei com uma dúvida, as aulas da sua esposa são em inglês?

    Reply
    • 6 December 2017 at 20:21
      Permalink

      Ola AS6

      sim, nao todos os cursos, mas boa parte deles são em inglês, por isso tem muita gente na faculdade de tudo quanto é canto, tem uns alemães também mas a maioria acredito que seja estrangeiros, pelo menos nesses cursos internacionais.

      na sala dela tem muito indiano, chinês, tailandês, malasia alguns da russia, turquia, árabes, alguns dessa parte do leste europeu, e alguns alemães e acho que ela é a única da america do sul, mas de modo geral tem mais oriental do que tudo rsrsrsrs

      Reply
  • 3 December 2017 at 19:17
    Permalink

    Viagem com muitas dificuldades, mas com certeza com muitos momentos bons, estou acompanhando aqui a vossa estadia na Europa.

    Abraço e bons investimentos

    Reply
    • 3 December 2017 at 23:53
      Permalink

      olá DIL

      a vida é disso aí dificuldades e superações que culminam em felicidade

      gosto muito do Nietzsche e uma das seus pilares filosóficos é de que a alegria está na dificuldade, o cara era fora de série e estava anos luz a frente do seu tempo, ouso dizer ainda anos luz a frente de hoje… mas se vc parar pra refletir sobre isso ele tem absoluta razão

      Reply
  • 3 December 2017 at 17:21
    Permalink

    VD,

    Entendo muito bem a dificuldade que sua esposa está passando. Você já me conhece pelos contatos no whatsapp, então já sabe que sou advogado e estou num processo de transição para uma área nova. A dificuldade que ela vê ao ter contato com um mundo novo do conhecimento humano é a “barreira” que estou enfrentando ultimamente.

    A verdade é que que toda transição é difícil, principalmente quando você vai para uma área que mexe com habilidades que você acredita que talvez não tenha dentro de si, como é o caso da área de exatas para a sua esposa. Obviamente que alguns têm mais facilidade do que outros, mas com certeza todo ser humano pode desenvolver esse tipo de conhecimento. Ela precisa ter ciência disso e ter/desenvolver resiliência. Seu apoio é essencial, claro, mas ela vai precisar ter essa força interna p/ bater no peito e tocar o barco p/ frente, característica que, aliás, empreendedores têm.

    Se for o caso de desistir, concordo com você: não dá para saber se o projeto é certo ou errado antes de tentar. Eu também tentarei realizar meu projeto na nova área e provavelmente em um novo país em breve (espero), porque sei que, se não tentar, vou me arrepender mais à frente.

    Vocês estão no caminho certo!

    Abraço e boa sorte!

    Reply
    • 3 December 2017 at 23:52
      Permalink

      olá Otávio

      estou lembrado de vc, te mandei uns áudios.

      eu também sou dessa ideia de que vc tem que experimentar para saber se é melhor ou não.

      tínhamos outras oportunidades de países aqui dentro da Europa, alguns até bem mais fáceis do que a Alemanha e Portugal, mas resolvemos testar a Alemanha porque acreditávamos aqui ser o melhor para nós, se chegar amanha e vermos que não era o que esperávamos eu não tenho dor na consciência alguma de mudar de rumo, nem vou me sentir arrependido, alias eu vou é crescer com essa experiencia e tirar algo bom, como já tirei até o momento, é uma nova cultura com um outro povo diferente que tem outros hábitos e já deu pra aprender bastante com alemães e sua forma de levar a vida, alguns pontos positivo outros negativos, mas sempre se tira algo de novo e bom dessas experiencias

      no final foi melhor do que ficar sentado na cadeira do escritório esperando a morte chegar, como dizia o Raul Seixas e que já destaquei aqui em outro comentário

      obrigado pelas palavras, vou passar isso pra ele, certamente ela vai gostar

      Reply
  • 1 December 2017 at 09:41
    Permalink

    cara, acabei parando aqui por blogrolls da finansfera.
    Voce ta perdidaço, nao sabe o que quer nem o que fazer, só quer sair do país de qualquer forma fazendo tua família passar por vários perrengues provavelmente…

    e nem o idioma tu fala …ai ai . Fala de bananil , mas é só mais um macaquito.

    Boa sorte aí ,
    FCL

    Reply
    • 2 December 2017 at 01:18
      Permalink

      olá FCL

      imigrar para qualquer país não é fácil mesmo não, o cara tem que ter forca de vontade e não pode ser um acomodado. É sempre muito mais cômodo ficar na vidinha atual e não tentar algo novo, se esse novo vai ser melhor ou não… bem isso só quem tentou pode dizer.

      mas quando começamos esse projeto sabíamos que não iria ser fácil, sabíamos que teríamos dificuldade a todo momento, afinal vc já escudou o ditado que diz que só erra quem faz, bem só passa perrengue quem resolve sair do comodismo, e não estou falando só de imigração, é tudo na vida, muitas vezes o cara está num emprego e para ele está cômodo ali, alguns veem uma nova oportunidade e pensam eu quero crescer vou agarrar essa chance, o cara que é comodista olha e vê, nossa isso vai me dar muito trabalho e dor de cabeça

      quem vc acha que vai viver a melhor vida ? tem uma musica do Raul que chama Ouro de tolo sugiro ver mas lá diz +/- isso que estamos debatendo aqui um trecho só pra vc oxigenar sua cabeça: https://www.youtube.com/watch?v=wWYVuhgG3Ss

      É você olhar no espelho, se sentir um grandesíssimo idiota
      Saber que é humano, ridículo, limitado
      E que só usa 10% de sua cabeça animal
      E você ainda acredita que é um doutor, padre ou policial
      Que está contribuindo com sua parte
      Para nosso belo quadro social
      Eu é que não me sento no trono de um apartamento
      Com a boca escancarada, cheia de dentes, esperando a morte chegar

      Sobre o idioma eu não estou trabalhando aqui, não preciso de falar o idioma mesmo não, claro que vou procurar aprender porque quero me integrar na sociedade, mas o inglês dá pra resolver 99% das coisas aqui, e sem conseguir colocar a Laura na creche eu não consigo tempo pra poder estudar o idioma, então isso é projeto pro próximo ano

      sobre sua ultima fala, vc realmente acabou de chegar, não tem a mínima noção do que eu falo aqui, nunca critiquei o Brasil, sei que ele tem suas deficiências, mas sempre deixei claro que amo o meu país com todos os seus problemas, então vc fala de algo que não sabe a mínima ideia pois não acompanha com profundidade o canal.

      sobre a Sorte, obrigado mas quando se tem Deus e trabalho nas veias não precisará de sorte!

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *